a memoria esquece : [zahid]

Zahid

301 Lembro só de sua voz, não sei como era seu rosto, porque a memória pouco a pouco esquece. 

063 Quando a memória deixa de ser ou se desliga, não há volta atrás. Sem a memória, você E não existe, só é um corpo de legume.

011 É horrível esquecer, como se fosse ter Alzheimer, o nervo deixa do funcionar até Ó sua última gota. Esquece-se de si mesmo e todo ao seu redor , o que é estar nesse espaço branco onde não conhece ninguém? 

119 O mau disso é que a mesma família abandona-te. Olha-te como uma pessoa anormal, com dificuldade na mente. 

024.11 Sem memoria já é outro, outro que jamais poderá entender o que se passa. Triste é saber que não poderá voltar. 

0.11 Sente-se diferente. Difícil é dizer seu nome, difícil é lembrar-se dos belos momentos que viveu você. Desconhece o que acontece no mundo, sente-se que está fora do sistema.

537.20 Lembrem, se podem, que a memória é como um computador, que quando passa o tempo magoa-se, deixa de operar como antes, já não serve no mundo e é assim o humano nos trata, como lixo. 

992.75 No principio queremo-nos, mas quando a memória falha, nos deixamos de querer, até esquecermos. 

44 Mas não quero esquecer, prefiro morrer de outra maneira, mas não da memória. Quero lembrar a infância, a vida, os logros, apesar dos problemas do mundo, quero estar aqui e morrer sabendo quem sou. 

















Zahid                                          
© 2015 Convergencias Editores. Con tecnología de Blogger.